፨Estelar፨

joined: 2020-10-20
É nos conectando com nós mesmos que descobrimos o brilho que há dentro de cada um de nós! ፨Estelar፨
Points59More
To keep level: 
Points needed: 141

Caminhos______



Jovem mulher sentada à beira do penhasco, olhando de cima na estrada da montanha transfegerasan. Foto gratuita

Nenhum caminho segue em linha reta!
Você pode até estar com os pés no chão, mas depende muito de sua visão em olhar certo acontecimentos, alguns te colocam no alto de um penhasco, preste a cair.
Você olha lá de cima e visualiza inúmeros caminhos a seguir, mas acredite,você só conseguirá com a ajuda de Deus.


Sou uma medrosa, muitas das vezes não consigo enfrentar meus medos.
Mas o Senhor tem me guiado a seguir o melhor caminho!
Faça essa pergunta para si mesmo:
O que mais me limita hoje?

E tente enfrentar buscando ajuda do alto!



A natureza das coisas______________


A neblina, o tímido sol nascendo entre as árvores, o som dos pássaros e o ronco do motor…  Esses seriam alguns elementos dos inúmeros que poderia listar das belezas encontradas na estrada, na vida. Frequentemente esbarramos, colidimos nas coisas, tropeçamos sem que possamos perceber onde.  
Às vezes até mesmo pela velocidade com qual trafegamos nossos dias, somos impedidos de visualizar os possíveis dejetos na estrada, bem como as inúmeras vias possíveis de vida.  
Aceitemos a vida como ela é, na falta de criatividade para buscar rumos distintos, ou,  também, pelo contentamento indolor e inerte que conduz constantemente a tudo aquilo que é morno e opaco.
A vida é o que é, do jeito que você desejar que ela é!
77700553.jpg
É importante que estejamos alerta ao agora, e, que aceitemos o fato de que mesmo as coisas mais banais, amanhã podem estar em outro lugar, exercendo outras funções. 
Na transitoriedade da vida encontramos as maiores tristezas, mas também grandes alívios. As tristezas derivam de nosso apego a tudo que julgamos bom, haja vista que tendemos a querer a permanência do conforto e a distância da dor. 
Os alívios derivam dos passos dados adiante, dos novos horizontes que vão surgindo e da estrada sempre cambiante diante dos nossos olhos.



Existe uma menina em mim...


my corner: Existe uma menina em mim;
Que faz planos pro futuro olhando pras estrelas.
Que faz juras de amor eternas.
Que ri dos seus próprios desejos tolos.
Que sonha acordada em encontrar seu príncipe.
Que se esconde atrás de suas palavras.
Que quer mudar o mundo.
Que é sozinha, mas sabe que precisa de alguém.
Que vive intensamente... Mas, nos seus sonhos.
Existe uma menina em mim que por fora está mudando.
Mas existe uma menina dentro de mim,
Que não quer crescer...
https://www.youtube.com/watch?v=bp8nMS1LhMI




“infoxicação”

Será que preciso saber de todas as notícias?

Basta pegar o celular, logo de manhã, para recebermos um bombardeio de notícias, algumas boas, outras nem tanto; algumas catastróficas, outras falsas; e assim vai durante todo o dia. O excesso de informações faz parte do nosso contexto atual. Se, num passado não tão distante, tínhamos de ir até às notícias – comprando jornais diariamente ou revistas periódicas – hoje, elas vêm até nós das mais diversas formas.

A questão é: nem sempre ficar sabendo de tantos fatos nos fazem estar realmente informados, porque a informação para ser útil deveria estar vinculada à produção de conhecimento, humanização ou resolução de problemas. Se a informação não é verdadeira, torna-se uma desinformação e, se é inútil, perdemos o tempo que poderíamos dispensar para atividades mais enriquecedoras(como estar mais próximos da família: pai, mãe, filhos, abrir a janela e desejar um bom dia para o vizinho(a) ...)

O avanço tecnológico fez as notícias chegarem com tanta velocidade a ponto de causarem em nós a autoexigência de nos manter informados. No entanto, esse excesso de notícias nos põe em contínua ansiedade, estresse e dispersão. Muitas pessoas em tais estados adoecem uma sociedade inteira. Em 1996, o físico espanhol Alfons Cornella criou o termo “infoxicação”, com a junção das palavras informação e intoxicação. Consiste na doença causada quando consumimos mais informação do que nosso cérebro é capaz de absorver e processar. Veja que, a doença não é de agora, porém, o coronavírus a impulsionou, no momento em que ficamos conectados o tempo inteiro e ansiosos por notícias que nos ajudem a entender o que estamos vivendo.

Será que preciso saber de todas as notícias?

Enfim, as boas notícias existem; e é possível encontrá-las, procurando o que realmente precisamos saber.
A exemplo - lemos noticias aqui  sobre
" politicas " ,
vejo mais como uma implicância uns com outros sobre quem pega mais noticias que acham  importantes  e as colocam aqui!
Sei que aqui é um espaço aberto e livre para quem quiser postar o que bem entender,
tanto que obedeçam as regras do site.
Mas nem sempre precisamos saber das más coisas que pegam por ai.
Porque quem o mal faz(planta) colhe o mal na mesma proporção, isso é regra da vida!
A gente já vive de sobressalto com esse coronavirus nos rodeando.
Já pararam para pensar que nem toda noticia de política que é importante para vocês,
pode não ser importante para os demais?

Balanço________


Sempre quando chega o final do mês
 eu me pergunto se estou vivendo 
ou apenas existindo.
Faço um balanço, 
coloco em pauta todos os meus desejos
 e peso para ver se valeu a pena os dias 
vividos e o que eu espero fazer nos 
próximos dias que virão.


77373585.jpg