Ayalla Rebeka

 
registro: 02/12/2021
Os olhos são os intérpretes do coração mas só os interessados entendem essa linguagem.
Pontos85mais
Próximo nível: 
Pontos necessários: 115
Último jogo
Canastra

Canastra

Canastra
9 dias h

Eu...

Sou feita de solidão, medos e indecisões que me perturbam o tempo todo.

Sou cheia de sentimentos que como areia deslizam entre os dedos.

Navego por mares profundos onde minha alma se afunda, sem saber que horizonte seguir.

Às vezes não tenho terras pra andar,

nem céus pra observar, só pensamentos que vagueiam perdidos por minha mente.

Sinto um vazio que me atrapalha, fazendo de mim um ser inseguro sem ter um rumo na vida.

Há em mim tantas palavras sem vozes guardadas no coração, esperando por um grito de liberdade.

Sou como o barulho de um trovão que chega em silêncio arrasando o ar.

Eu sou a explosão de tantas emoções que nem sempre sei quem sou


*** Emoções ***

Não entregue teus melhores pincéis

nas mãos de amadores...

- eles não conhecem teus sonhos,

teus projetos de vida,

não sabe nem mesmo

como manipular uma aquarela...

Só tu, conhece e sabe identificar

as nuances de tuas emoções...


Apenas EU

Sou eu. Apenas eu. Sou exatamente aquilo que me apetecer. E como quiser ser. “Sou livre. Sou linda. Sou Louca. Sou Luta. Sou minha.” Sou eu. Apenas eu e ninguém mais. Sou aquilo que mostro e não digo. Sou aquilo que faço e sigo. Aquilo que quero e persigo. Tranquila e sem perigo. Sou eu. Sou aquilo que os teus olhos não vêem e o espelho não mostra. Sou aquilo que digo e tu não entendes. Sou a calma que entra num estrondo. Sou aquilo que faço e não escondo. Aquilo que perguntas e não respondo. Sou eu. Sou nada mais que eu. E nada menos do que tu. E Então?


Andar com Fé.


Não me questione sobre o silêncio, sei das tempestades que tenho que abafar quase sempre para conseguir seguir de cabeça erguida e sorriso no rosto - e não é questão de não deixar transparecer o que se passa aqui, é só que as pessoas já tem problemas demais para se preocuparem com os meus. Tenho mania de querer abrir os braços para o mundo e quando é vez de me cuidar, me isolo. Não, não é depressão, é que intensifico a dor, ela me faz crescer de um jeito sobrenatural. E acredite: eu sempre me surpreendo com os resultados. Sinto-me cada vez mais pronta para recomeçar com fé.


Não sou de meias palavras...



Não sou de meias palavras...
Sentimentos pela metade...
Ou, chega e transborda...
Ou, deixa secar. Gosto de risos
Que se transformam em gargalhadas,
Espontânea e escandalosas...
Em nada sou contida. Se é pra ser amigos,
Seremos para qualquer hora...
Para o que der e vier...
Não somente para os momentos que lhe interessa. Não sou de meias palavras...
Sou inteira, verdadeira...
Digo o que penso,
Meu defeito é ser sincera ao extremo.